Guerra Farroupilha: considerações acerca das tensões internas, reivindicações e ganhos reais do decênio revoltoso.

Laura de Leão Dornelles

Resumo


A temática da Guerra Farroupilha está longe de se tornar obsoleta no meio historiográfico. Um olhar aprofundado sobre documentos da época revela novos conhecimentos sobre acontecimentos da sedição rio-grandense. Para se compreender a complexidade dos quase dez anos de manutenção da revolta dos farrapos (setembro de 1835 a fevereiro de 1845) deve-se ter em mente o entendimento acerca das fases pelas quais passou o movimento sulista, das disparidades de pensamento entre suas lideranças e se comparar as reivindicações iniciais com os ganhos reais atingidos na Paz de Ponche Verde. Com vistas a colaborar para o estudo da chamada Revolução Farroupilha, no presente artigo visar-se-á realizar uma breve explanação destas importantes questões relativas à história do Rio Grande do Sul.

Palavras-chave


Guerra Farroupilha, tensões entre os líderes, reivindicações e ganhos do movimento farroupilha

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Universidade Federal do Rio Grande - FURG


A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia