E os índios corriam por aí – Das lutas pela terra e de um povo indígena no norte de Goiás (1900-1971)

Cleube Alves Silva

Resumo


Este artigo descreve e discute a dinâmica de ocupação espacial dos Xerente desde os primeiros contatos com os colonizadores até o final do século XX a partir de uma leitura de fontes diversas. Tem por objetivo compreender, por meio da narrativa e discussão da trajetória territorial do povo Xerente, as influências e os reflexos por ele sofridos nos diferentes processos de ocupação da região tocantínia pelos não indígenas. Procuramos ver a partir de quais contextos o povo Xerente foi se reconfigurando socioculturalmente para manter-se como grupo étnico portador de uma cultura e destinatário de um território.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v10i20.492

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Desde 07 de março de 2009 

Programa de Pós-Graduação em História

Universidade Federal do Rio Grande - FURG

 

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia