Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua:

aspectos históricos e conceituais na defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente no Brasil

Autores

  • Alessandra Nicodemos Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.14295/rbhcs.v12i24.11892

Palavras-chave:

Direitos da Criança e do Adolescente. Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua. Organizações não governamentais

Resumo

O presente artigo procurou explicitar, através do estudo de caso de uma ONG de defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, as mudanças objetivas na relação entre Estado e Sociedade Civil nas décadas de 1980 e 1990 no Brasil. O Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua (MNMMR) constitui-se como ator fundamental no processo de mudanças da política governamental e não governamental relativa à criança e ao adolescente em nosso país nos anos de 1980 e, na década seguinte, experimentou um esvaziamento de seu potencial reivindicatório, impactado pelas mudanças objetivas da relação entre Estado e Sociedade Civil no Brasil. A pesquisa procurou os determinantes dessa dinâmica e a análise dos diferentes níveis de autonomia e dependência que foi se estruturando entre esse setor da sociedade civil organizada e a aparelhagem estatal nos períodos históricos indicados, mobilizando análise bibliográfica da temática, em seus aspectos estruturais e específicos e, ainda, fontes documentais da entidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Nicodemos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Docente da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BENJAMIM, C. Opção Brasileira. Rio de Janeiro: Contraponto, 1998 p.28

BRASIL. Estatuto da criança e do Adolescente Lei nº 8069 / 1990. Brasília, 1990

BRASIL. Constituição Federal do Brasil. Brasília, 1989

BRASIL. Governo federal. II Plano Nacional de Desenvolvimento. Brasília, 1976

CASTRO, A; SOUZA, F. A economia do Brasil em marcha forçada. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

COUTINHO, C. Democracia e Socialismo. São Paulo: Cortez, 1992.

COUTINHO, C. Contra corrente: ensaios sobre democracia e socialismo. São Paulo: Cortez,

CUNHA, J. Visualizando a política de atendimento à criança e ao adolescente. Rio de Janeiro: Literris, 1998.

DOIMO, A. A vez e a voz do popular: movimentos sociais e participação política no Brasil pós-70. Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 1995.

FALLEIROS, I; MELO, M. Reforma da Aparelhagem estatal: novas estratégias de legitimação social in NEVES, L. A nova pedagogia da hegemonia. São Paulo: Xamã, 2005.

FERNANDES, R. Privado porem Público: o terceiro setor na América Latina. Rio de Janeiro: Cívicus, 1995.

FORTUNA, M. O Movimento de Defesa dos Direitos à criança e ao adolescente: algumas contribuições. Dissertação de Mestrado, PPGE/Universidade Federal Fluminense, Niterói, 1996.

GRAMSCI, A. Maquiavel, a Política e o Estado Moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

IBGE, Anuário Estatísticos do Brasil, Brasília, 1981.

JACOBI, P. Movimentos Sociais e Políticas Públicas. São Paulo: Cortez, 1989.

KOWARICK, L. Capitalismo e marginalidade na América Latina. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1985.

LANDIM, L. A invenção da ONGs: do serviço impossível à profissão sem nome. Tese de Doutorados, Rio de Janeiro. UFRJ / MNA / PPGAS, 1993.

MNMMR. Cidadão Criança / Cidadão Adolescente: contribuição para a definição de uma política para a infância e a juventude no Brasil. 1989.

MNMMR. Estatuto do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua 1986.

MNMMR. Trajetória da luta em defesa da criança e do adolescente. Col. Publicações de Divulgação do Movimento, série 3, nº 1. 1992.

MNMMR. Relatório Anual. 1990.

MNMMR. Relatório do Encontro de Militante. 1991.

MNMMR. Tese e Propostas 1993.

NETTO, J. FHC e a política social: um desastre para as massas trabalhadoras. In: Lesbaupin I. O desmonte da nação: balanço do Governo FHC. Rio de Janeiro: Vozes, 1999.

POULANTZAS, N. O Estado, o poder e o socialismo. Rio de Janeiro: Graal, 1985 p. 148.

RIZZINI, I. O século perdido - raízes históricas das políticas públicas para a infância no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Universitária Sta. Úrsula, 1997

SADER, E. Movimentos sociais na transição democrática. São Paulo: Cortez, 1987.

SENRA, A. A Sagrada Ambiguidade: as propostas educacionais da Igreja Católica durante o Avanço Neoliberal. Mestrado. Niteroi, PPGE/UFF, 1996.

YIN, R. Case Study Research: Desing and Methods. Beverly Hills: Sage. 1994 In: QUEIROZ, A. (Org.) O Caso Semear-a construção da identidade e a conquista da cidadania. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

Downloads

Publicado

2020-12-11

Como Citar

Nicodemos, A. (2020). Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua: : aspectos históricos e conceituais na defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente no Brasil. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 12(24), 170–197. https://doi.org/10.14295/rbhcs.v12i24.11892