Uma “nova profissão”: A Fundação Rockefeller e a formação de profissionais para a saúde pública (primeira metade do século XX)

Ana Paula Korndörfer

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir a atuação da Fundação Rockefeller, instituição filantrópica norte-americana, na formação de profissionais para a saúde pública na primeira metade do século XX. A partir da análise da historiografia e de documentação produzida pela própria Fundação, enfocaremos o investimento da instituição, através, principalmente, da Divisão Internacional de Saúde, na organização e no financiamento de escolas de saúde pública, como a Johns Hopkins School of Hygiene and Public Health (Estados Unidos), e na concessão de bolsas de estudos para a formação de especialistas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v12i23.10854

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Ana Paula Korndörfer

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia