Que espiritismo é esse? Santa Maria e seus propagandistas

Autores

  • Renan Santos Mattos UFSC/UFSM

DOI:

https://doi.org/10.14295/rbhcs.v8i15.384

Palavras-chave:

Espiritismo. Santa Maria. Propagandistas.

Resumo

O presente trabalho insere-se na pesquisa acerca do processo de organização do Espiritismo na cidade de Santa Maria - RS no contexto de 1930 a 1940. Nesse artigo, exploramos as estratégias de esclarecimento empreendido pelos agentes espíritas junto à população local. Frente a tais objetivos, abordamos inicialmente as questões específicas de disputas religiosas locais, e por fim, buscamos pensar como o Espiritismo se insere no contexto social da cidade do centro do Estado do Rio Grande do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Santos Mattos, UFSC/UFSM

Doutorando em História Cultural na Universidade Federal de Santa Catarina na linha de Pesquisa Relações de Poder e subjetividades, sob orientação do Professor Artur Isaia. Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2010), mestrado em História pela Universidade Federal de Santa Maria (2014). Atualmente é professor de história da Escola Estadual de Ensino Básico Irmão José Otão, tutor da Universidade Federal de Santa Maria no Curso de Pedagogia e membro do Grupo de Trabalho de História das Religiões e Religiosidades da ANPUH-RS.

Referências

AMORIM, Pedro Paulo. Renovação Cristã: de Kardec a Lutero – o papel do livro na cisão do Movimento Espírita Brasileiro (1949-2010). Santa Catarina: Dissertação de Mestrado em História/UFSC, 2011.
__________________________. Roustaing: A Cisão no interior da Federação Espírita Brasileira (1920 1992). I Encontro do GT Nacional de História das Religiões e Religiosidades - ANPUH Identidades Religiosas e História, 2007, p.1-10.
ARRIBAS, Célia da Graça. Afinal, espiritismo é religião? A doutrina espírita na formação da diversidade religiosa brasileira. São Paulo: Dissertação de Mestrado em Sociologia/USP, 2008.
AZEVEDO, Antonio Carlos do Amaral. Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos. 3ª ed. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1999.
BASTOS, Lauren Albrecht. Representações e Práticas sobre Saúde e Doença entre Líderes Praticantes dos Centros Espíritas em Santa Maria. Santa Maria: Trabalho de Conclusão do Curso de Ciências Sociais/UFSM, 2001.
BIASOLI, Vitor. O catolicismo ultramontano e a conquista de Santa Maria (1870/1920). Santa Maria: Editora da UFSM, 2010.
______________. A Construção da igreja matriz em Santa Maria/RS: um marco do avanço do ultramontanismo (1902-1909). ANAIS DO III ENCONTRO NACIONAL DO GT HISTÓRIA DAS RELIGIÕES E DAS RELIGIOSIDADES – ANPUH -Questões teórico-metodológicas no estudo das religiões e religiosidades. IN: Revista Brasileira de História das Religiões. Maringá (PR) v. III, n.9, jan/2011, p.1-12. Disponível em http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/pub.html
BORIN, Marta Rosa. Por um Brasil católico: tensão e conflito no campo religioso da República. (Tese) Programa de Pós-Graduação em Estudos Históricos Latino-Americanos, UNISINOS, 2010.
BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 1996.
________________. A economia das trocas lingüísticas – O que falar quer dizer. São Paulo: Edusp, 1998.
________________. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.
CAMARGO, Cândido Procópio Ferreira de. Kardecismo e umbanda: uma interpretação sociológica. São Paulo: Pioneira, 1961.
CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro. O mundo invisível: cosmologia, sistema ritual e noção de pessoa no Espiritismo. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1983
DAMAZIO, Sylvia F. Da elite ao povo: advento e expansão do espiritismo no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Bertrand, 1994.
GIUMBELLI, Emerson. Heresia, doença, crime ou religião: o espiritismo no discurso de médicos e cientistas sociais. Revista de Antropologia (USP), São Paulo, v. 40, n.2, p. 31-82, 1997.
GOMES, Ângela de Castro. História e historiadores. A política cultural do Estado Novo. Rio de Janeiro: FGV, 1996.
ISAIA, Artur Cesar. Espiritismo: as imprevisibilidades do discurso. In: PEDRO, Joana Maria; ISAIA. Artur Cesar; DITZEL, Carmencita de Holleben Mello. (Org.). Relações de poder e subjetividadedes. Ponta Grossa, PR: Todapalavra, 2011, v. , p. 113-126.
_________________. Transe Mediúnico e Norma Médica na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro da Primeira Metade do Século XIX: O olhar de Xavier de Oliveira. Esboços (UFSC), v. 17, p. 31-50, 2010.
_________________. Espiritismo, República e Progresso no Brasil. In: HOMEM, Amadeu Carvalho; SILVA, Armando Malheiro da; ISAIA, Artur Cesar. (Org.). Progresso e Religião: a República no Brasil e em Portugal 1889-1910. Coimbra / Uberlândia: Imprensa da Universidade de Coimbra / Universidade Federal de Uberlândia, 2007, v.1, p. 285-306.
________________. Religião e magia na obra dos intelectuais da Umbanda. Projeto História (PUCSP), v. 37, p. 195-214, 2008.
MATTOS, Renan Santos. Que espiritismo é esse? Fernando do ó e o contexto religioso de Santa Maria- RS (1930-1940). 187 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.
ROLNIK, S. Uma insólita viagem à subjetividade. Fronteiras com a ética e a cultura. In: Daniel Lins. (Org.). Cultura e subjetividade. Saberes Nômades. Campinas: Papirus, 1997, v. , p. 25-34.
SCHERER, Bruno Cortês. Ações Sociais do Espiritismo: A Sociedade Espírita Feminina Estudo e Caridade, Santa Maria – RS (1932-1957). Santa Maria: Trabalho de Conclusão do Curso de História/UFSM, 2013.
SILVA, Eliane Moura . Fé e Leitura: A Literatura Espírita e o Imaginário Religioso. In: CONGRESSO INTERNACIONAL, 1996. ANAIS. SÃO PAULO. v. 1. p. 12-21.
SILVA, Marcos José Diniz. Moderno-espiritualismo e espaço público republicano: maçons, espíritas e teosofistas no Ceará. Tese de Doutorado. Fortaleza: UFC, 2009.
WEBER, Beatriz Teixeira. Espiritismo e Saúde: concepções a partir das práticas numa sociedade kardecista. Revista Brasileira de História das Religiões, v. 1, p. 19-44, 2013.


Fontes

- Jornal Diário do Interior, Santa Maria, 1930-1932. Arquivo Histórico Municipal de Santa Maria.

- Jornal Diário do Interior, Santa Maria, 1932-1939. Casa de Memória Edmundo Cardoso.

- Estatutos da Aliança Espírita Santa-Mariense, 1926. In: Acervo Histórico Aliança Espírita Santa-Mariense.

Downloads

Publicado

2016-08-11

Como Citar

Mattos, R. S. (2016). Que espiritismo é esse? Santa Maria e seus propagandistas. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 8(15), 201–224. https://doi.org/10.14295/rbhcs.v8i15.384