Trabalho e repressão: memórias de um ferroviário sobre a ditadura civil-militar de 1964.

Autores

  • Edgar Ávila Gandra UFPEL
  • Lidiane Elizabete Friderichs UFPEL

Palavras-chave:

Ferroviários, Ditadura civil-militar, Memória

Resumo

Esse artigo discutirá como o movimento sindical dos trabalhadores ferroviários de Rio Grande – RS foi afetado pela ditadura civil-militar de 1964. A análise será feita a partir das memórias de um ferroviário que vivenciou esses duros anos de fechamento político, enfocando como os trabalhadores entenderam aquele período e quais a formas de luta sindical passaram a adotar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edgar Ávila Gandra, UFPEL

Professor do Departamento de História e do PPGH da Universidade Federal de Pelotas – UFPEL, Doutor em História pela UFRGS.

Lidiane Elizabete Friderichs, UFPEL

Mestranda em História pelo PPGH da Universidade Federal de Pelotas – UFPEL. Graduação em História – Licenciatura pela FURG. Bolsista CAPES.

Downloads

Publicado

2015-06-04

Como Citar

Gandra, E. Ávila, & Friderichs, L. E. (2015). Trabalho e repressão: memórias de um ferroviário sobre a ditadura civil-militar de 1964. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 4(8). Recuperado de https://www.rbhcs.com/rbhcs/article/view/10485