Secularização e mercado religioso em Peter Berger.

Autores

  • Arilson Oliveira UEMS

Palavras-chave:

Peter Berger. Secularização. Mercado Religioso

Resumo

Peter Berger apresenta um diagnóstico da situação das religiões na sociedade ocidental moderna, defendendo a tese de que os processos infraestruturais concretos desta sociedade trouxeram como reflexo a “secularização”. Esta, por sua vez, não impediu, como muitos argumentam, o impulso religioso que motivou os homens a aderirem à religião de forma intensa, dando base para o que ele caracteriza como “dessecularização”; sendo o mundo de hoje, portanto, e com algumas exceções, tão impetuosamente religioso quanto antes. O que implica dizer que embora não seja possível determinar com precisão como será o futuro dos diversos movimentos religiosos, Berger sustenta que não há razão para pensar que o mundo do século XXI será menos religioso do que o mundo anterior. Essa nova dinâmica levou as religiões a operarem com a lógica de mercado, o que implicou na necessidade de adaptação de seus ritos e crenças, de forma a atender a demanda das consciências individuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arilson Oliveira, UEMS

Prof. Adjunto do Departamento de Ciências Sociais da UFMS. Indólogo e Doutor em História Social pela USP.

Downloads

Publicado

2015-06-01

Como Citar

Oliveira, A. (2015). Secularização e mercado religioso em Peter Berger. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 4(7). Recuperado de https://www.rbhcs.com/rbhcs/article/view/10463

Edição

Seção

Artigos Livres